Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

domingo, 10 de dezembro de 2017

Ao Domingo com... Filipa Sommerfeldt Fernandes


Desde muito pequena que adoro ler. Em miúda, chegava a levar uma lanterna para a cama e a acende-
la debaixo dos lençóis para continuar com a leitura – já depois da minha mãe me ter dado um beijinho de boa noite e apagado a luz.
      Mais do que adorar ler, adoro livros. As bibliotecas fascinam-me... fico emocionada quando olho para paredes enormes e vejo lombadas diferentes de tantos livros que eu ainda não li. Quando viajo, entro nas grandes livrarias e fico por lá, meia perdida, mas entusiasmada folheado, tocando, cheirando... adoro livros!
      Abrir um livro e ler as primeiras linhas pode ser um momento mágico: uma porta que se abre para um mundo que por algum tempo é só nosso. Um mundo em que conseguimos ir muito além das palavras escritas e que nos transporta para o centro de aventuras, emoções, amores, crimes... um livro consegue fazer-nos rir e chorar. Sentir raiva, pena, amor...
      Mas foi só quando fui Mãe, quando senti este Amor maior do que eu, que percebi que também gosto de contar histórias. Muito. Ver os seus olhos brilhar, a respiração parar por segundos quando estou numa parte mais emocionante, rirem-se nos momentos divertidos e engraçados, ficarem sonolentos e tranquilos quando estou mesmo a acabar... é das sensações mais maravilhosas do meu dia. O final perfeito.

Daí que este meu novo livro – o quarto – seja novamente de histórias. Eu sei que o mundo não é cor-de-rosa, mas nas minhas histórias não há bruxas, bichos maus, ninguém quer comer, envenenar ou por ninguém a dormir para sempre...nas minhas histórias há miúdos com “dificuldades” de miúdos: neste caso, com dificuldades para comerem de forma variada, para comerem sem o tablet, para experimentarem alimentos novos...são histórias para divertir, mas também para descomplicar e para que os mais pequenos (e os pais) se revejam e consigam melhorar um momento que deveria ser feliz e tranquilo: o jantar em família.

Trabalho com pais diariamente sobre questões como o sono dos mais pequenos ou a forma como se alimentam. Parecem questões fáceis, mas quando não correm bem podem arruinar a harmonia de uma família. Daí que este livro seja para crianças e para pais. Para além disso, as ilustrações do Pedro Benvindo dão o toque mágico que todos os livros precisam e se arrancar gargalhadas a alguns e ajudar outros a encarar a comida de forma mais pacífica, eu fico muito feliz. Lá em casa as histórias foram todas testadas e...aprovadas. São contadas todos os dias da semana.
Ao domingo à noite torna-se tudo mais especial: são eles que as contam a mim.

Filipa Sommerfeldt Fernandes

Sem comentários:

Enviar um comentário