Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 6 de abril de 2016

"Corações Irritáveis" de João Paulo Guerra

Algo na capa e na sinopse segredou-me que iria ser um livro bom! E foi realmente uma leitura agradável se bem que a temática tratada não fosse nem leve nem sequer simpática!

Das perturbações pós-stresse traumático causadas pela guerra já tinha ouvido falar. Mas sinceramente sabia muito pouco sobre ela. E aprendi muito com esta história porque o autor conseguiu fazer-me sentir próxima dos personagens que sofriam dessa doença e dos seus sintomas. Foi realmente o que mais gostei deste livro. Aprender ao ler é absolutamente fantástico e é uma das melhores consequências das horas que passo a ler.

Para além de uma escrita que considero escorreita e feliz, achei que João Paulo Guerra conseguiu, através dos mistérios sucessivos com que apimentou este romance, captar a minha atenção durante todo o decorrer do enredo. A escrita não é fluida porque o assunto é pesado, mas as páginas deslizam bem pelos nossos dedos.

Partindo de premissas reais sobre uma doença que até há bem pouco tempo permania desconhecida e de alguns factos verídicos sobre a sua tardia aceitação cá em Portugal, o autor criou uma série de personagens fictícias sobre as quais giram algumas mortes. Assassínio em massa? Que acontecimentos estão por detrás do desaparecimentos daqueles ex-combatentes?

Leiam. Eu gostei!

Terminado em 2 de Abril de 2016

Estrelas: 4*+

Sinopse

Henrique fez a guerra. Ou foi a guerra que o fez a ele? Adélia levanta a dúvida. Certo é que décadas após terminarem as guerras coloniais, Henrique, como muitos dos outros 800 mil homens que combateram, ainda não assinou o cessar-fogo consigo próprio nem conseguiu apagar as tatuagens d

Sem comentários:

Enviar um comentário