Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

"A Filha Desaparecida" de Jane Shemilt

Gosto tanto quando um livro prende a minha atenção completamente! Porque, às vezes, estou a ler sem ler e, no fim da página, dou-me conta disso tendo de voltar e reler essas partes que deixaram a minha imaginação fugir...

Definitivamente não foi o caso desta leitura. A narradora, por quem sentimos uma empatia imediata, conta-nos a sua história. Acreditando pertencer a uma família feliz, Jenny sente-se afortunada por possuir uma carreira plena de sucessos, uma família onde os seus três filhos constituem o centro e uma marido atencioso. Acredita plenamente nisso e sente-se grata também. Quando a sua filha de quinze anos desaparece misteriosamente o seu mundo começa a ruir aos poucos.

Nada do que referi da história parece inédito. Então, o que levou a que quisesse desesperadamente chegar ao fim destas páginas, saber o final da história? Creio que o segredo é pegar em situações comuns e dar-lhes um toque íntimo. Neste caso, a narradora confia-nos os seus segredos, os seus pensamentos, os seus medos, as suas fraquezas numa confidência que nos conquista completamente e torna-nos ávidos! Queremos acabar com o seu sofrimento trazendo-lhe a filha de volta!

O fio condutor desta história é o mesmo e mantém-se durante todas as páginas do livro: que aconteceu a Naomi? Um relato muito fiel do que deverá ser o desaparecimento de um filho.

Gostei muito e recomendo!

Terminado em 6 de Fevereiro de 2016

Estrelas: 5*

Sinopse

As horas passam mas Naomi não aparece. A noite avança e Jenny desespera. A filha adolescente já devia ter voltado da escola, onde participou numa peça de teatro. A vida de Jenny, uma médica casada com um neurocirurgião de sucesso, está prestes a mudar.
Um ano depois da noite fatídica, Naomi continua desaparecida. A polícia procurou em vão e os piores cenários (rapto ou homicídio) parecem hipóteses remotas. A busca obsessiva de Jenny, que não desiste da filha, sugere outra explicação: as pessoas em quem confiava e que julgava conhecer têm escondido segredos - sobretudo a própria Naomi.

Para mais informações sobre este livro, consulte o site da Editorial Presença aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário