Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

domingo, 24 de janeiro de 2016

Ao Domingo com... Dud@

Toda a gente tem um sonho tresloucado que adorava seguir. O meu é conseguir ser uma grande escritora.
Desde pequena que todas as pessoas próximas de mim me chamam Duda, daí ter decidido editar com esse nome. Vivo em Sines, uma cidade industrial vizinha da aldeia Porto Covo, varanda cinco estrelas para a tão famosa “Ilha do Pessegueiro”. 
Comecei a escrever aos 12 anos, altura em que fiz da leitura um passatempo, que levava o meu pai à falência. No princípio, sentia-me satisfeita mas, à medida que o tempo foi passando, os livros que lia pareciam-me todos os iguais; eu lia para encontrar algo de novo, não para chegar à conclusão que, se quisesse, eu conseguia ter aquela mesma ideia e escrevê-la. Primeiro, embirrei com os finais; depois, com o conteúdo.
Sempre tive muita imaginação. Lembro-me perfeitamente de estar na casa da minha avó de Porto Covo e passar horas a falar com alguém. Alguém que só eu via. Hoje em dia, certas pessoas já admitiram que pensavam que eu era altista. Foi uma desilusão para elas saberem que, afinal, não passava de uma miudinha imaginativa a brincar.
Editei o meu primeiro livro com 17 anos: um simples romance mas que me deixa um sorriso nos lábios sempre que o olho. Não foi uma boa experiência. Talvez por ser muito nova, talvez por outra coisa qualquer. Contudo, continuo a ter orgulho dele. Agora chego à conclusão que podia ter sido pior.

“Elfanos – O Legado” é o meu segundo livro, primeiro de literatura fantástica. A ideia surgira-me há algum tempo atrás mas resolvi não lhe mexer logo; eu precisava de assentar bem as ideias, de passar um bom bocado a olhar para esboços de tudo um pouco para decidir por onde começar e por onde devia ir. Só quando acabei os estudos, consegui avançar.
Neste momento, estou a rever o segundo livro desta colecção, onde já conto com planos para mais 3 volumes. O objectivo é conseguir editá-lo no fim do ano. Espero conseguir! Também sou leitora e não gosto de esperar muito tempo pela continuação das sagas que leio.
Deixo-vos um bocadinho do início desta aventura à qual chamei: “Elfanos – O Legado”.

“E se estivesse a cometer um erro? E se aquilo não fosse a única opção? E se houvesse outro caminho? Teria ele o direito de fazer o que estava prestes a fazer? Que direito tinha ele de invadir a vida de uma pessoa e voltar-lhe tudo de pernas para o ar, só por causa de uma coroa e de um reino?
Basta, pensou de si para si. 
Não havia alternativas. Ele já tinha pensado o suficiente, já tinha sofrido o suficiente, já tinha perdido o suficiente. Até porque não era só ele que importava: também havia o reino, também havia as Terras Brancas, aquele castelo a que chamava casa, os aldeões lá fora a que chamava povo. Não podia simplesmente ir-se e deixá-los sós.”
Elfanos – O Legado Dud@      Capital Books

Para mais informações, podem visitar a minha página: https://www.facebook.com/DudaEscritora/

Dud@

Sem comentários:

Enviar um comentário