Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

"O Último Adeus" de Kate Morton

Ao terminar este livro pensei, logo de seguida, como tinha sido possível demorar tanto tempo a lê-lo... Primeiro, pelo seu número de páginas (615), porque intercalei a sua leitura com outros livros mais pequenos. Depois porque neste mês, à semelhança dos anos anteriores, costumo fazer muitos dos meus presentes de Natal o que me rouba muito tempo à leitura. Mas, fiquei sempre com a impressão que ficava a perder quando tinha que largar a leitura...

Kate Morton sabe envolver muito bem o leitor com a sua escrita cuidada, rica em pormenores. O enredo demonstra uma tão grande e fértil imaginação que quem lê julga participar activamente nele. Um desaparecimento de um bébé é o mote para muitas páginas de mistério e segredos por desvendar.

Estamos em 2003 e a detective Sadie Sparrow, afastada temporariamente e involuntariamente da sua equipe de trabalho, vai para junto de seu avô na Cornualha passar alguns dias. Um mistério por resolver há 70 anos intriga-a de tal forma que a faz esquecer os seus próprios problemas e dos quais temos, no início, pequenos vislumbres que nos colocam de sobreaviso e em alerta. Deste modo, a história decorre com passagens e acontecimentos de um passado já longínquo (1933) e acontecimentos presentes, onde a detective vai tecendo as suas considerações de tal forma lógicas que julgamos raciocinar ao mesmo tempo que ela.

Não existe um só mistério, mas vários. O leitor partilha das descobertas de Sadie e envolve-se nelas. No final as peças do puzle encaixam-se e tudo faz sentido. Pelo caminho, fica uma história contada com mestria, cheia de intricados pormenores onde temas como a dor da perda de um filho, as infedelidades conjugais, a vingança, a compaixão, o amor, os traumas de guerra e a incapacidade daí resultante, são abordados sabiamente.

Gostei muito desta leitura que achei envolvente e recomendo vivamente! Fica um pormenor que não gostei na capa: o bébé desaparecido teria na altura cerca de 10 meses. A criança da capa uns bons anos mais... Um pormenor que não faz sentido para quem lê o livro. Fora isso, perfeito!

Terminado em 20 de Dezembro de 2015

Estrelas: 6*

Sinopse

O melhor romance da autora reconhecida mundialmente pelo público e a crítica.
Numa majestosa casa de campo inglesa um miúdo desaparece sem deixar rasto. Setenta anos depois Sadie Sparrow, de visita a casa de seu avô, encontra uma mansão abandonada. Espreita através de uma janela e sente que alguma coisa terrível aconteceu nessa casa.

Sem comentários:

Enviar um comentário