Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

A Convidada Escolhe: Pura Coincidência

Tinha um bom palpite sobre este livro e não resisti a pedi-lo emprestado a um boa amiga como a Cristina, também ela apreciadora do cheiro do papel com letras impressas que nos transporta para outras paragens com diferentes companhias. Companhias que projectarmos como próximas e através das quais sentimos empatia e repudio, afinidade ou incompreensão, porque na ficção como na vida o que sabemos de uma historia tem uma perspectiva, uma percepção de um interveniente e vislumbramos o todo quando outras versões surgem e interligamos as narrativas e deparamos com um resultado diferente em que o que sentimos muda.

Este thriller psicologico desloca-nos numa espécie de montanha russa de emoções, na medida em que vamos sabendo gradualmente mais sobre as personagens, o que as afecta e o que aconteceu vinte anos antes que esteve na origem do livro "O Perfeito Desconhecido" e coloca-nos no cenário como testemunhas silenciosas.

Superou as minhas expetativas, e o meu palpite revelou-se acertado porque este sinuoso thriller de uma bem sucedida e inteligente mulher que vê a sua vida devassada por um segredo que a deixa exposta e fragilizada toca-nos como só um bom livro consegue. Escrita irrepreensível, fluída e ritmada.

Gostei muito e recomendo.

Vera Sopa


Sem comentários:

Enviar um comentário