Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 25 de agosto de 2015

"Hanns e Rudolf" de Thomas Harding

Uma incrível e real história de dois alemães, um deles judeu, que vai sendo narrada em paralelo, como se de um romance se tratasse. Um documento de grande importãncia, narrado pelo autor, sobrinho-neto de Hanns Alexander, que no seu funeral se deu conta que a história de seu tio-avô não poderia ficar por contar.

Hanns, refugiando-se em Inglaterra com a sua família para fugir à guerra e aos ataques cada vez mais intensos aos judeus, juntou-se ao exercito inglês. No final desses anos terriveis era já capitão quando, com as suas buscas constantes para encontrar alguns responsáveis, o seu caminho se cruzou com Rudolf Hoss, "Kommandant de Auschwitz" e responsável por tantas mortes.

A sua captura foi para Hanns um ponto de honra, tal era a raiva que sentia pelos corpos que viu nos campos de concentração (sobretudo em Auschwitz) em que esteve no final da guerra e por todo o sofrimento que viu e que viveu.

Um livro imprescindível que quero ter na estante já que este me foi emprestado. A ler, sem dúvida!

Terminado em 20 de Agosto de 2015

Estrelas: 6*

Sinopse

Parte facto histórico, parte biografia, parte true crime, Hanns e Rudolf é a crónica da história esquecida do investigador judeu que perseguiu e capturou um dos mais importantes criminosos de guerra nazis.
Maio, 1945. No rescaldo da Segunda Guerra Mundial, a primeira equipa britânica de investigação de crimes de guerra é reunida para caçar os oficiais nazis responsáveis pelas maiores atrocidades alguma vez vistas. Um dos principais investigadores é o tenente Hanns Alexander, um judeu alemão que serve no Exército Britânico. Rudolf Höss é o seu alvo mais esquivo. Hoss, como Kommandant de Auschwitz, não só é o responsável pelo assassinato de mais de um milhão de pessoas, como também quem aperfeiçoou o programa de extermínio em massa idealizado por Hitler. Hanns e Rudolf revela, pela primeira vez, a incrível história em redor da captura de Höss, um encontro que teve consequências até aos dias de hoje. Das campanhas no Médio Oriente da Primeira Guerra Mundial à Berlim boémia da década de 1920, passando pelo horror dos campos de concentração e aos julgamentos em Belsen e Nuremberga, este livro narra-nos a história de dois homens alemães - um judeu e um católico - cujas vidas divergiram e se intersetaram de um modo extraordinário.

Sem comentários:

Enviar um comentário