Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 6 de julho de 2015

"Nô e Eu" de Delphine de Vigan

Como é fácil "entrar" nalgumas histórias! Por vezes é a temática escolhida que nos faz mergulhar rapidamente, outras é a empatia que criamos com alguns personagens, mas, a escrita do autor torna-se sempre decisiva nesse mergulho!

Com este livro o "coup de foudre" foi imediato. É pela pessoa de Lou, uma adolescente de 13 anos, sobredotada, que nos é contada esta história. Não estando completamente integrada no ambiente escolar que a rodeia, tanto mais que tendo avançado dois anos já se encontra no 10* ano, ela establece ligações com um colega repetente, charmoso e cobiçado pela totalidade das "meninas" e também com Nô, uma rapariga sem abrigo que vive na rua. E é desta relação que surge uma empatia entre as duas raparigas, levando-as a estabelecer as relações de amizade possíveis entre duas pessoas com um historial tão diferente! Será possível mudar Nô? Tirá-la da rua, criando meios de subsistência? A vontade de ajudar de Lou é muita... Até onde podem ir os sonhos de uma menina?

Uma história cativante que nos leva a outros mundos. Como deve ser.

É um livro dirigido a todas as idades, que me deu um prazer enorme ler. Li-o praticamente numa viagem do Algarve para Lisboa. E que bem me soube! Haja que conduza para eu disfrutar a paisagem interior de livros assim...

Terminado em 2 De Julho de 2015

Estrelas: 5*

Sinopse

Lou, uma adolescente sobredotada, e Nô, uma sem-abrigo de 18 anos, nada têm em comum. Conhecem-se e começa uma viagem que mudará as suas vidas para sempre. Doce e amarga, narrada por uma adolescente de 13 anos, esta é a história de amizade que comoveu e conquistou milhões de leitores em todo o mundo.
Lou tem 13 anos, um Q.I. de 160 e muitas perguntas na cabeça. Filha única de uma família à beira da separação, a tímida Lou inventa teorias para se apropriar do mundo e combater a solidão. Na Gare de Austerlitz, em Paris, conhece Nô, uma adolescente sem-abrigo, com 18 anos, cujo rosto cansado, as roupas sujas, o silêncio, a errância e solidão questionam o mundo.
Enquanto centenas de pessoas dormem na rua, sem ter o que comer, e caminham para não morrerem de frio, nós dizemos «As coisas são como são» – eis o que nos basta para explicar e aceitar a violência que nos rodeia. Mas Lou quer que as coisas sejam diferentes, que a Terra gire ao contrário, que cada um encontre o seu lugar. Decide salvar Nô, dar-lhe um tecto, uma família, lançando-se numa enorme aventura contra o destino. Contra tudo e contra todos.
Romance de aprendizagem, Nô e Eu é um sonho de adolescência submetido ao duro teste da realidade. Um olhar de criança precoce, naïf e lúcido, sobre a miséria do mundo. Um olhar de menina que cresceu demasiado rápido, melancólico e pleno de imaginação. Um olhar sobre o que nunca nos abandona, aconteça o que acontecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário