Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 20 de julho de 2015

"A História de Lupita" de Laura Esquível

Lido num dia de férias, as páginas deste livro voaram facilmente das minhas mãos. A razão principal é Lupita, uma mulher marcada desde a sua adolescência, de carácter forte e determinado e também, com uma grande necessidade de proteger quem está ao seu redor. A sua carreira assim o demonstra, é polícia. No entanto, a sua vida não foi fácil, constituindo uma polícia muito singular. O alcoolismo, as drogas, os abusos sexuais estiveram presentes na sua infância e ainda não a abandonaram de todo.

Ao assistir a um assassinato, a sua vida dá uma volta grande. Quem é o criminoso? Porque a perseguem?

Laura Esquível oferece-nos uma visão da sociedade mexicana, onde está subjacente uma forte crítica implícita aos meandros do poder político e lobbies instalados. As sua palavras marcam de tão duras que são. Uma personagem forte, bem caracterizada, na qual se centra a acção do livro.

Uma obra muito visual que dava um bom filme.

Terminado em junho de 2015

Estrelas: 4*

Sinopse


Lupita é uma mulher fora de série. Forte. Ardente. Inesquecível. Numa sociedade obcecada com as aparências, o dinheiro e o poder, ela é uma heroína improvável. Uma lutadora que protege os mais fracos e injustiçados.
Lupita é também uma mulher com um passado doloroso. Frágil. Romântica. Devastada. Que vive com memórias agridoces de um tempo que, sabe, não voltará.
Na sua busca por amor, ela dá por si no lugar errado à hora errada. Bastarão apenas uns segundos para mudar a sua vida. Ao testemunhar um assassinato, Lupita passa a ser uma mulher marcada. Mas a revolta que nasce dentro de si é mais forte do que o medo que sente. A vítima, Arturo, era o único homem em que acreditava incondicionalmente. A sua morte leva-a a tomar uma decisão extrema: lutar até ao limite das suas forças e fazer justiça… por Arturo, por si própria e por todos aqueles que não têm voz.
A escritora mexicana Laura Esquivel, autora do clássico contemporâneo Como Água para Chocolate, está de volta com uma parábola mágica sobre afetos, coragem e redenção. A sua linguagem plena de misticismo e espiritualidade dá vida a uma mulher excecional, uma heroína atípica que ficará gravada para sempre na memória dos leitores.



Sem comentários:

Enviar um comentário