Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 27 de maio de 2015

"A Rapariga no Comboio" de Paula Hawkins

Quando se começou a ouvir "falar" deste livro, fiquei um pouco de pé atrás... Por vezes quando as expectativas são altas e esperamos demasiado, a leitura não corresponde totalmente ao imaginado. Todos sabemos isso porque já nos aconteceu algo semelhante.

E, no entanto, logo nas primeiras páginas verifiquei com agrado que iria ser uma leitura rápida e empolgante. Gostei da divisão dos capítulos conforme as personagens nos contavam a sua história, segundo o seus pontos de vista. E o facto de elas falarem na primeira pessoa torna a história mais real para o leitor conseguindo que nós tomassemos as suas dúvidas, angústias e dores. Rachel, Megan e Anna, as personagens femininas, tomam conta da acção deste livro e a trama gira em volta delas.

Sobretudo Rachel. Uma personagem muito bem construída, com problemas alcoólicos que a levam a confundir sonho e realidade, com "apagões" derivados do seu estado de embriaguês. A sua angústia ao aperceber-se que não se recorda de momentos vividos, que poderia ser a autora de agressões de que não se lembra, as suas tentativas para se manter sóbria e afastada da bebida, de tentar viver uma vida aparentemente normal, tornam esta personagem muito real e verosímil.

O desaparecimento de uma delas vem despoletar uma série de momentos intensos, de mistério e suspense, o que me levou a uma leitura rápida e compulsiva. Não posso deixar de agradecer à Topseller o facto de me ter enviado este exemplar de avanço já que o livro só sai a 8 de Junho.

Terminado em 22 de Maio de 2015

Estrelas: 5*

Sinopse

O livro que vai mudar para sempre o modo como vemos a vida dos outros.
Todos os dias, Rachel apanha o comboio... No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.
Até que um dia...
Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada.
Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando as vidas de todos os envolvidos.

1 comentário: