Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 22 de abril de 2015

"Mãe" de Alejandro Palomas

Que surpresa boa foi ler este livro! Não tinha quaisquer expectativas e, por vezes, isso é um bom começo. Significa que estamos abertos a qualquer discurso, a qualquer história que se nos apresentar.

Mas esta não é uma história qualquer. O relato dos vários acontecimentos que influenciaram os membros de uma família é-nos contado por Fer e tem como ponto de partida o jantar de final do ano que sua mãe, Amália, tenta fazer correr na perfeição. Nada poderia correr mal, e não fora a sua propensão para o desastre e tolices várias que nos fazem gargalhar (mesmo!), teria sido a noite perfeita...

Fer analisa os comportamentos da mãe e das duas irmãs, mas, sobretudo, analisa o seu comportamento. Os segredos são desvendados aos poucos, o passado é analisado, as pontas soltas deixadas sabiamente ficar em determinados páginas começam finalmente a fazer sentido e, deste modo, a narrativa consegue manter o suspence mesmo até ao fim.

Não posso deixar passar em branco a caracterização tão bem conseguida de Amália, a mãe. Com atitudes que chegam a roçar a infantilidade, que nos levam facilmente às gargalhadas, uma inocência que já não é admitida nem própria da sua idade, vai revelando aos poucos o seu profundo conhecimento das necessidades e carências dos filhos. Fazendo girar tudo e todos à sua volta, consegue levá-los a analisar os seus comportamentos, alterando-os se necessário.

Um livro que se revelou mais profundo do que a leitura da sinopse dava a entender. Gostei muito e recomendo por isso.

Para mais informações veja Editorial Presença aqui!

Terminado a 21 de Abril de 2015

Estrelas: 5*

Sinopse

Na cosmopolita Barcelona, celebra-se mais uma passagem de ano e aproxima-se a meia-noite. Amalia, aos 65 anos, consegue finalmente realizar o seu sonho: reunir toda a família. Mãe, obra narrada pela voz do filho mais velho, conta a história desta mulher encantadora e combativa, de uma alegria contagiante, que com a sua imensa generosidade entretece uma rede de fios invisíveis que liga e protege os seus, e é capaz de aliviar o silêncio de uns e inspirar outros a acreditar na vida. Amália sabe que é o momento de agir e não está disposta a deixar que nada a desvie do seu propósito. Uma história que arrebatará o coração de todos aqueles que a lerem e que é uma verdadeira homenagem a todas as mães do mundo.

Sem comentários:

Enviar um comentário