Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 14 de abril de 2014

"Longbourn, Amor e Coragem" de Jo Baker

Mal acabei este livro desejei voltar a ler "Orgulho e Preconceito" de Jane Austen. Um livro que já li há muitos anos e que, por essa razão, possuo somente uma ligeira memória dos seus contornos mais amplos.

Há livros que nos apaixonam de imediato. Outros há que se insinuam muito devagar, onde os pormenores têm um lugar de destaque e onde o nosso interesse sofre um crescendo ao virar de cada página. Pareceu-me que este livro se enquadrava mais nesta segunda hipótese... Se leram já a sinopse sabem que esta obra se situa na realidade temporal e espacial criada por Jane Austen, mas vista, vivida e sentida do ponto de vista de quem, no seu livro, tem um papel insignificante e mais não faz do que trabalhar duramente o dia inteiro: os criados. Quem são estes seres de quem os senhores da casa pouco mais sabem que os seus nomes? Que segredos escondem eles sobre si mesmos? Que segredos conhecem dos senhores? Quais as suas vontades, os seus sonhos e amores?

A autora tentou recriar, e bem, o ambiente daquela época através, sobretudo, da história de Sarah e do seu romance com James, ambos criados em Longbourn. Gostei desta leitura e as últimas páginas foram o culminar de uma história de amor numa época em que poucos teriam direito a um amor verdadeiro, principalmente quem estava no fundo da escala social. É certo que a escravatura já tinha sido abolida mas poucos senhores consideravam a hipótese de um criado seu pudesse ter vontade própria nem qualquer desejo de felicidade. Contrariar isso era, a maior parte das vezes, um acto de coragem, visto pelos outros como de total insanidade.

Terminado em 13 de Abril de 2014

Estrelas: 4*+

Sinopse

Para todos os que admiram a obra de Jane Austen, esta é uma oportunidade única de revisitar o seu universo, mais concretamente o de Orgulho e Preconceito, mas numa perspetiva completamente nova. Jo Baker conseguiu a proeza de pegar num clássico e reimaginá-lo, com brilhantismo, a partir do ponto de vista dos criados. Enquanto no andar de cima tudo gira em torno das perspetivas de casamento das meninas Bennet, no andar de baixo os criados vivem os seus próprios dramas pessoais, as suas paixões e angústias. À semelhança da obra que a inspirou, também "Longbourn" é uma história de amor apaixonante e uma comédia social inteligente, que nos dá a conhecer o quotidiano daqueles que serviam nas mansões rurais inglesas do século XIX. Uma obra admirável, que capta na perfeição a atmosfera da Inglaterra de Jane Austen.

Sem comentários:

Enviar um comentário