Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

"Um Comércio Respeitável" de Philippa Gregory

Embora tenha já lido outros livros desta autora, não foi a opinião favorável que tenho dela que me fez pegar nesta obra. Li, sim, vários comentários positivos acerca deste livro e gostei da sinopse. Apeteceu-me andar para trás no tempo. Esse desejo foi totalmente conseguido!

Rapidamente deixei Lisboa e fui para Bristol, Inglaterra, mas para o ano de 1787. Um tempo de viagens de comércio tanto de açúcar como de escravos, "mercadorias" muito procuradas nessa época. A par da vida de Frances Scott, a personagem principal (uma senhora pertencente a uma família de bem, mas que a súbita orfandade deixou sem recursos financeiros) e do seu casamento com um comerciante, ficamos com uma ideia de como foi feita a exploração de homens, o tratamento sub-humano a que eram sujeitos os escravos nessa época, as péssimas condições da viagem que os trazia de África, as mortes, as doenças, os suicídios dos que desistiam de ter esperança. Impressiona a brutalidade com que é aqui descrita a forma como os escravos são tratados mas apercebemo-nos, também, da formação de movimentos contra a abolição da escravatura.

Não é um romance triste e, embora o amor que Frances sente por Mehuru seja um amor condenado, impossível de se concretizar, tanto pela pouca saúde dela como pelas condições adversas que os separam, ele revela o início de uma reviravolta na História que, imagino, ter-se-á dado de uma forma muito idêntica: a tomada de consciência por parte de alguns Homens que os escravos eram seres humanos e não uma mercadoria!

Gostei muito desta história. Passam depressa as 500 páginas deste livro. Talvez depressa demais!

Terminado em 1 de Fevereiro de 2014

Estrelas: 5*

Sinopse


1787. Bristol é uma cidade em franco crescimento, uma cidade onde o poder atrai os que estão dispostos a correr riscos. Josiah Cole, um homem de negócios que se dedica ao comércio de escravos, decide arriscar tudo para fazer parte da comunidade que detém o poder na cidade. No entanto, para isso, Cole vai precisar de capital e de uma esposa bem relacionada que lhe abra as portas necessárias.

Casar com Frances Scott é uma solução conveniente para ambas as partes. Ao trocar as suas relações sociais pela proteção de Cole, Frances descobre que a sua vida e riqueza dependem do comércio respeitável do açúcar, rum e escravos.
Entretanto, Mehuru, um conselheiro do rei de Ioruba, em África, é capturado, vendido e enviado para Bristol, onde será educado nos padrões ocidentais por Frances, por quem, inexoravelmente, se irá apaixonar.

Em Um Comércio Respeitável
, Philippa Gregory oferece-nos um retrato vívido e impressionante de uma época complexa onde impera a ganância e a crueldade que devastaram todo um continente.


Sem comentários:

Enviar um comentário