Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

"O Estranho Caso de Sebastião Moncada" de João Pedro Marques

Foi com grata surpresa que me apercebi que ao fim de 20 páginas já estava completamente seduzida pela escrita deste autor e, também, pela história contada.

A escrita, muito apelativa, marca-nos rapidamente. Cheia de pormenores da época com algumas expressões que se subentendem perfeitamente, somo ajudados com um pequeno glossário, no fim das páginas, quando se torna mais difícil percepcionar correctamente o significado de algumas delas.

Romance histórico ou, como gosto de chamar, romance "de época", retrata com excepcional realismo uma época de tumultos e conflitos que marcaram a História do nosso país: liberais e miguelistas lutam pelo poder, acabando por ultrapassar os limites do que hoje consideramos razoável. Mortes, castigos, prisões, roubos e assassínios tudo se conjuga para que a acção não perca o seu ritmo. E romance, claro está! A paixão sentida por Mateus, capitão do exército e Luísa, esposa de um Juiz tirano e vingativo, torna-se um dos pontos chave desta obra que gera uma empatia imediata no leitor. O mistério também se encontra fortemente presente pois Mateus é encarregue de desvendar um caso de um casal assassinado e que vai percorrer todo o romance.

Saber mesclar o romance, o mistério, a ficção com os aspectos verídicos dessa época conturbada da História de Portugal foi um aspecto que se destacou nesta minha leitura e que atribuo à formação do autor. Mas fazê-lo com mestria deve-se a um talento que me cativou e que me levou a procurar nas minhas estantes os dois livros por ele já escritos e a trazê-los para a estante dos que pretendo ler em breve...

Aprecio muitíssimo quando, ao fechar um livro, tenho a certeza de ter aprendido algo novo. Já agora, sabiam que os liberais eram apelidados de "os malhados" pelos miguelistas e "os corcundas" era a forma como os liberais se referiam aos miguelistas?

Gostei muito desta leitura.

Terminado em 5 de Fevereiro de 2014.

Estrelas: 5*

Sinopse


Correm tranquilamente os primeiros dias de Junho de 1832 quando um casal desconhecido vem alojar-se numa estalagem da Foz do Douro. Ele é um homem de meia-idade e porte altivo, chamado Sebastião Moncada, e ela, uma mulher mais nova, de olhar assustado e gestos inquietos.


O casal chega rodeado de uma atmosfera de mistério, cuja persistência vai exigir a intervenção da Polícia. Mateus Vilaverde é o oficial da Guarda Real que fica encarregado do caso, mas a sua investigação complica-se extraordinariamente com a chegada do exército liberal de D. Pedro, que, desembarcado nas praias do Mindelo, ocupa a cidade do Porto. É, então, num cenário de guerra que Mateus vai descobrindo a história de Sebastião Moncada. Mas à medida que o vai fazendo vê-se impelido a investigar-se a si próprio e a confrontar-se com os seus afectos, desejos e fantasmas.


Tendo como pano de fundo o Portugal das Guerras Liberais e o estoicismo das gentes do Porto, cercadas durante mais de um ano pelo enorme e impiedoso exército miguelista, O Estranho Caso de Sebastião Moncada é um romance sobre a importância do acaso e das coincidências na vida humana e sobre a coragem necessária para enfrentar e viver as consequências de um grande amor.





Sem comentários:

Enviar um comentário