Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

A Convidada Escolhe... Oscar e a Senhora Cor-de-Rosa

Este é um verdadeiro conto de Natal. Foi o último livro que li em 2013; é enternecedor e profundo.

Numa situação sem remédio – uma criança com leucemia em quem a medicina já tudo tentou – a criança questiona-se sobre o porquê da reacção dos adultos face a ele. Mostram-se fechados, esquivos, incapazes de lidar com uma realidade inelutável de que têm medo e sobre a qual não conseguem falar: a Morte. Só uma voluntária – a Vovó Rosa – consegue estar ao nível do menino – o Óscar – a quem os outros meninos internados no hospital chamam de Cabeça d’Ovo, não tem subterfúgios nem atitudes dúbias e confronta o menino doente com a sua realidade, fazendo-o crescer na forma de encarar a sua morteiminente. A Vovó Rosa surpreende-o com algumas palavras que usa, conta-lhe histórias da sua improvável experiência de praticante de wrestling, e faz-lhe um desafio: fazer de cada dia não um dia mas dez anos. É assim que o menino chega a “velho”, vivendo todas as fases desde a infância, passando pela puberdade, a idade dos amores, a maturidade, o envelhecimento e a morte. Com essa experiência, reconcilia-se consigo próprio e com os pais. Este desafio que a Vovó Rosa lhe fez era acompanhado da escrita de uma carta a Deus. Mas como escrever a Deus se ele não tinha a sua morada?

É um belo livro, que como antes referi, para mim é um excelente conto de Natal. É um hino de exaltação e agradecimento a todos e todas os/as voluntários/as que nos hospitais, nas instituições de idosos e em instituições de trabalho social, diariamente dão alegria e esperança a quem está sozinho/a ou esquecido/a. A Nariz Vermelho é uma dessas instituições maravilhosas, entre muitas outras que, de forma anónima e desinteressada, fazem um trabalho humanitário imenso e belíssimo.

Almerinda Bento

2 comentários:

  1. Parece ser fantástico.
    Fiquei com vontade de ler.
    Obrigada pela partilha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este não li mas O Sr Ibraym e as Flores do Alcorao gostei! Bjinho

      Eliminar