Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

"A Casa com o Alpendre de Vidro Cego" de Herbjorg Wassmo

Quando peguei nesta leitura já tinha ideia do que ia encontrar. Preparada completamente nunca se está, sobretudo quando temos como pano de fundo os abusos, a violência e a discriminação.

Este é o primeiro livro de uma trilogia que quero acabar de ler mal saia em Portugal. Conta-nos um pouco da vida de Tora, resultado de uma paixão entre uma mulher noroeguesa e um soldado alemão, quando da ocupação da Noroega pela Alemanha, na Segunda Guerra. Tora é uma "filha da vergonha" e sem saber bem quem foi o pai sente o ódio, o rancor da população em geral. Para além disso, suporta estoicamente as investidas de um padrasto alcoólico, agressivo e constantemente desempregado e uma mãe ausente, permanentemente a trabalhar para ganhar o sustento da família. É nos sonhos que se refugia e é numa fuga para um lugar bem longe da sua aldeia natal que focaliza a sua atenção e sentidos.

A escrita desta autora é muito forte, bela, rude e delicada, ao mesmo tempo. É pelos olhos desta menina que palavras como "perigo" e "ele" surgem a cada passo na narrativa, insinuando comportamentos da parte do padrasto que não acreditamos serem reais. E voltamos atrás e relemos. Será possível? É! As insinuações do que está para acontecer surgem de mansinho, com palavras serenas até que o horror se instala de facto.

Com personagens psicologicamente fortes e densamente construídos, esta obra, prima pela diversidade de situações que poderiam ter sido reais e que nos revelam, um pouco, da história da Noruega.

Um livro nada fácil de se ler pois é preciso ler um pouco nas entrelinhas mas muito bom. Mesmo! Recomendo!

Terminado em 28 de Dezembro de 2013

Estrelas: 5*

Sinopse


A Casa com Alpendre de Vidro Cego conta, com a simplicidade característica da melhor literatura nórdica, a vida de Tora, uma menina nascida da relação de uma norueguesa com um soldado alemão durante a Ocupação, numa aldeia do Norte da Noruega.
Tora carrega o estigma da desonra que a torna alvo do escárnio dos vizinhos, mas é no lar que terá de enfrentar as investidas do perigo, sofrendo com a ausência da mãe, Ingrid, que tem de sustentar a família, e com os abusos do padrasto, Henrik, um homem violento. Apesar deste ambiente de pobreza e de miséria moral, Tora tem as ilusões próprias de uma menina da sua idade e desenvolve armas para lutar contra as adversidades.
A Casa com Alpendre de Vidro Cego é o primeiro título da trilogia de Tora que nos deixará, a todos, na expectativa de saber como será a vida da menina-coragem.


Sem comentários:

Enviar um comentário