Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

domingo, 6 de outubro de 2013

Ao Domingo com... Mónica Gonçalves

Nascida em Lisboa no ano de 1982, permaneço habitante da capital portuguesa até à data. Alcancei um percurso profissional essencialmente como contabilista, havendo frequentado o Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa (ISCAL).

Escrevo desde que aprendi a escrever e leio desde então, evoluindo intensivamente na escrita com vários cursos específicos na área, e com a experiência que fui adquirindo ao longo dos anos intensos de criação. 

Desde a infância, em vez de brinquedos pedia livros, passando horas incontáveis entre leituras e escritos, e assim fui construindo uma vasta colecção ao longo de tantos anos. 

História e fantasia como gosto pessoal, transporto nas minhas obras o cheiro de outras épocas detalhadamente pesquisadas, permitindo ao leitor embrenhar-se nos pormenores verídicos desconhecidos da realidade de outrora, misturando a infinda imaginação.

“A Linha Ténue do Passado” não foge ao traço de uma vida, é um romance histórico, detendo uma parte veraz e uma outra de pura imaginação. O meu objectivo nesta obra foi desvendar um ponto da história da Segunda Guerra Mundial que não é frequentemente falado; o sofrimento dos habitantes dos países invadidos pelos nazis durante a invasão alemã, como, no caso, o Luxemburgo. Também os habitantes dos países totalmente dominados e sem poder de resistência ou qualquer apoio externo, foram alvo de atrocidades de que descrevo com base verídica da minha investigação, grande parte proporcionada gentilmente pelo embaixador do Luxemburgo Paul Schmit.

Maria, a protagonista desta história, tem uma vida paralela enquanto dorme, através de visões de um passado doloroso, desenterra a história da família e o seu sofrimento durante a invasão alemã da 2.ª Grande Guerra, num país que, até então, não sabia ter agonizado tanto; descobrindo a verdadeira razão da fuga da sua avó para Portugal. 

Demorei cerca de 4 anos a escrever este livro complexo nos tempos livres enquanto trabalhava como contabilista. Hoje dedico-me apenas à escrita, prometendo continuar o meu percurso literário dominado pela vertente da história mundial, embora não excluindo futuramente outros estilos literários.

Espero que “A Linha Ténue do Passado” vos traga tanto entusiasmo a ler, como a mim deu a escrever. Anseio opiniões…

Boas leituras!

Mónica Cortesão Gonçalves
http://facebook.com/monica.cortesao.goncalves

Sem comentários:

Enviar um comentário