Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quinta-feira, 20 de junho de 2013

"Homer & Langley" de E.L.Doctorow

Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 176
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04569-0

Quando um livro retrata, de alguma forma, a vida de alguém sei de antemão que vai despertar a minha atenção. Quando li a sinopse soube que, o que iria ler, representava, ou tentava representar, as vidas de dois irmãos nova iorquinos muito sui-generis. Mas ao procurar a capa do livro no "Google Images" fui verdadeiramente surpreendida! Aqui vos deixo um pouco do que me apareceu para vos aguçar a curiosidade:

Fiquei intrigada com estas imagens e dispus-me ler rapidamente este livro! Deveras assombroso! Esta obra tem um único narrador, um dos irmãos Collyer, de nome Homer. Ele conta-nos a sua história desde menino que está intimamente relacionada com a de Langley, seu irmão mais velho. Fala-nos do esplendor que era viver com seus pais numa mansão na Quinta Avenida, defronte ao Central Park, da sua crescente cegueira, do seu amor pela música, da sua solidão, de como ele "via" as pessoas que o rodeavam, dos seus amores... Fala-nos, também, da presença constante de seu irmão, soldado na Primeira Guerra Mundial, da amizade que os uniu embora existissem temas tabu e que ambos, por segurança, não tocassem, garantindo assim um consenso entre os dois.
Baseado em factos reais esta história de vida é verdadeiramente impressionante! Com ela passamos pela Primeira e Segunda Guerra Mundial, pela Guerra do Vietname, pela viagem à lua, pelos movimentos hippies e apercebemo-nos das mudanças físicas e psicológicas destes dois irmãos e do seu declínio. Homer tem estados frequentes de depressão e vai ficando mais incapacitado já que uma surdez profunda o atinge lentamente; Langley sofre de algo parecido com a "doença do lixo", como eu a denomino: vai coleccionando objectos, a maior parte deles sem préstimo porque já não funcionam. Este acumular de coisas vai, aos poucos, afastando-os do mundo exterior de uma forma que não julgamos possível e criando um autêntico labirinto na mansão onde vivem.
A nota do tradutor, na última página, completa o que nós na nossa imaginação não conseguimos visualizar! Chamada a intervir, a polícia encontrou 140 toneladas de lixo e objectos na mansão destes dois irmãos!
Um caso verídico impressionante! A ler!

Terminado em 12 de Junho de 2013

Estrelas: 5*

Sinopse

Eu sou o Homer, o irmão cego. Não perdi a vista de repente, foi como nos filmes, um lento fade-out.
Homer e Langley Collyer tornaram-se uma lenda tragicómica de Nova Iorque quando foram encontrados soterrados debaixo de toneladas de lixo acumulado na sua mansão, na Quinta Avenida. Transportados para o mais recente romance de E.L. Doctorow, estes personagens delirantes - Homer, cego e intuitivo, e Langley, abandonado à loucura, ou à genialidade, após servir na Primeira Guerra Mundial - tornam-se os cicerones de uma visita guiada à América do século XX e aos becos sombrios da mente humana.

Sem comentários:

Enviar um comentário