Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 14 de maio de 2013

A Convidada escolhe..."Alice" de Caroline Stoessinger




Alice Herz-Sommer é a mais velha sobrevivente do Holocausto. Nasceu em Praga em 1903 e sobreviveu à perda do marido no campo de concentração de Dachau e junto com o filho Raphael, sobreviveu no campo de concentração de Theresienstadt, muito em parte graças á sua extraordinária capacidade como pianista. Mais tarde, em 2001, sobreviveu também à perda do seu filho. Apesar das perdas avassaladoras mantém até hoje uma absolutamente rara capacidade de viver a vida com optimismo e alegria...

Neste livro não esperem encontrar descrições e “imagens” brutais do que foi o genocídio dos judeus ás mãos dos nazis! Depois de ler exaustivamente Elie Wiesel, Primo Levi e Simon Wiesenthal, ao pegar neste livro foi a princípio estranho para mim não encontrar as habituais descrições do horror que aconteceu durante o Holocausto, mas depressa essa sensação deu lugar a um desejo crescente de saborear a capacidade de viver a vida que Alice possui!
Pode-se dizer que a música salvou a vida de Alice em Theresienstadt, onde deu mais de 100 concertos, mas o seu optimismo, alegria de viver e coragem mantiveram-na viva!
Durante esta leitura, cheguei a pensar que Alice só podia ser uma personagem ficcional! Como pode alguém manter-se toda a vida optimista com o mundo a desabar à sua volta? Sobreviver a perdas tão avassaladoras e manter a capacidade de sorrir?
Mas Alice é real e conseguiu! Chega-se ao fim do livro com um sorriso e uma esperança redobrada na capacidade da Humanidade um dia conseguir superar diferenças e interesses, e construir uma sociedade livre de preconceitos, racismos e ganância.
A propósito de Alice Herz-Sommer, Václav Havel diz no Posfácio :
“O irreprimível optimismo de Alice inspira-me. Alice sobreviveu, creio, para que o mundo conheça a sua história, a nossa história, de verdade e beleza perante o mal. Não só aprendemos hoje com Alice como as gerações vindouras encontrarão sabedoria e esperança nesta vida rica e multifacetada.”

Resta-me aconselhar a todos, a leitura deste livro que adorei.
Não se tratando duma obra-prima da literatura até porque a escrita da autora não é particularmente brilhante, encerra nas suas páginas uma história de vida impressionante e tocante da qual retiramos lições preciosas!

Absolutamente imperdível!

Teresa Carvalho

Sem comentários:

Enviar um comentário