Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Cafuné de Mário Zambujal


Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 244
Editor: Clube do Autor
ISBN: 9789897240355

Às vezes ao visualizarmos um escritor atribuímos-lhe características que não correspondem à realidade! Se "olhar" para Mário Zambujal penso em alguém que tem tudo para ser uma pessoa "séria", pouco dada a risos... Não o conheço pessoalmente mas do que sei da sua escrita isso não podia estar mais longe da realidade. Mais uma vez, se comprova que não de devem fazer juízos de valor.

Gostei muitíssimo deste pequeno livro que se lê rapidamente e sempre, SEMPRE, com um sorriso nos lábios. Voltei a trás bastantes vezes para reler passagens porque me apercebi que continuava a ler mas o meu pensamento tinha ficado retido numa pequena frase caracterizada por um humor subtil, por vezes, súbito, inesperado e isso obrigava-me a relê-la e voltar para apreciá-la melhor.

Preparem-se para revisitar os anos de 1800, D. João VI, sua esposa, D. Carlota Joaquina, a sua fuga para o Brasil aquando das invasões francesas e da entrada de Junot. Mas, a escrita de Mário zambujal não é maçadora nem cansativa. Através das peripécias de um rapaz atrevido e com um "dedo" para as mulheres da época, e também através de um narrador bastante incisivo, vamo-nos apercebendo do contexto histórico vivido então. 

Surpreendente e muito divertido este livro. Aconselho vivamente! 

Terminado em 16 de Fevereiro de 2013

Estrelas: 5*

Sinopse


Cafuné centra-se na figura de Rodrigo Favinhas Mendes, um bom malandro que não resiste aos encantos femininos e que se torna amigo de um ex-frade, Frei Urbino de Santiago, que acaba por ser o seu conselheiro e zelador espiritual. É que Rodrigo tem um coração gigante onde cabem muitas mulheres bonitas, dispostas a um carinho que ele é incapaz de recusar…


3 comentários:

  1. Mas ele tem um fantástico sentido de humor na vida real. Muito fino. Um senhor.
    AScabei de ler dois livros sobre essa mesma época, foi um período fascinante e muito intricado da nossa história. Esse ainda não li, mas ...

    ResponderEliminar
  2. É engraçado como, mesmo sem o conhecer e sem ter falado com ele, já ouvi falar do seu sentido de humor, Helena... Aliás isso transparece tanto nesta obra!
    Bj

    ResponderEliminar
  3. Também gostei bastante de ler este livro :)
    Beijinho.

    ResponderEliminar