Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

O Prisioneiro do céu de Carlos Ruiz Záfon


Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 400
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896573003

Zafón é um especialista que usa as palavras com mestria e que sabe captar a nossa atenção e interesse logo desde as primeiras páginas...

Este livro devora-se muito rapidamente. Frases e capítulos curtos, levam-nos a mergulhar tanto em Barcelona de 1957 como a de duas décadas anteriores - 1940 - e fiquei com vontade de reler A sombra do vento e O jogo do anjo. 

Suspence, romance e mistério. Narrativa rica e cheia de detalhes. Os ambientes são descritos de uma forma excepcional. Quando estamos no ambiente da prisão do castelo de Montjuic visualizamos as paredes frias e sujas, ouvimos o medo dos prisioneiros, sentimos as suas dores.
As injustiças do regime fascista revolvem-nos o estômago! Na livraria Sempere cheiramos os livros e o ambiente conforta-nos e acalma-nos. Provamos a inquietação de Daniel ao aperceber-se dos segredos que envolvem os seus antepassados. 

Mas tem realmente um defeito enorme! É pequeno, demasiado pequeno e espero sinceramente que o autor não demore muito tempo a escrever o resto da história porque deixou em aberto pormenores aos quais fiquei impaciente para conhecer. A magia do Cemitério dos Livros Esquecidos deve continuar, pareceu-me!

Nota máxima! Recomendo!

Terminado em 19 de Janeiro de 2013

Estrelas: 6*

Sinopse


Barcelona, 1957. Daniel Sempere e o amigo Fermín, os heróis de A Sombra do Vento, regressam à aventura, para enfrentar o maior desafio das suas vidas. Quando tudo lhes começava a sorrir, uma inquietante personagem visita a livraria de Sempere e ameaça revelar um terrível segredo, enterrado há duas décadas na obscura memória da cidade. Ao conhecer a verdade, Daniel vai concluir que o seu destino o arrasta inexoravelmente a confrontar-se com a maior das sombras: a que está a crescer dentro de si.

Transbordante de intriga e de emoção, O Prisioneiro do Céu é um romance magistral, que o vai emocionar como da primeira vez, onde os fios de A Sombra do Vento e de O Jogo do Anjo convergem através do feitiço da literatura e nos conduzem ao enigma que se esconde no coração de o Cemitério dos Livros Esquecidos.

2 comentários:

  1. Cristina,
    um grande livro de um enorme autor.
    Este é, até ao momento, o livro que mais gostei em 2013. Espero que o último livro deste conjunto "Cemitério dos Livros Esquecidos" tenha, no mínimo, umas 980 páginas!
    Curiosamente, ou talvez não, em 2012 foi também de Zafón a minha leitura predilecta: Marina.
    Boas leituras! :)

    ResponderEliminar
  2. André, penso exactamente como tu... Bjs

    ResponderEliminar