Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

A convidada escolhe... "No regaço do silêncio"



A poesia não é um dos géneros literários que mais aprecio mas gosto de “saborear” um belo poema cheio de sentimentos e emoções...

Este livro de José Luis Moreira dos Santos foi-me oferecido no meu aniversário por uma amiga que é sobrinha do autor, e foi assim que tive o privilégio de ler os Sentimentos e pensamentos em forma de poema deste autor que vive em Pardilhó, terra vizinha de Estarreja, onde vivo.

Sabia de antemão algumas caracteristicas do José Luis mas não conhecia a sua capacidade de escrita e foi uma surpresa muito boa reconhecer nos seus poemas sentimentos que me são familiares.

Alguns poemas são profundamente intimistas, outros mais generalistas mas no seu todo são belos pedacinhos de poesia! A liberdade, o amor, a amizade, o Homem, a alma, as desigualdades, a crença, a ética, tudo aparece reflectido neste livro que me encantou.

Passo a transcrever um excerto da introdução que demonstra a humildade e a
capacidade de auto-critica do autor que me tocaram bastante:

(...) É por isso que sou levado a pensar que para alguém se atrever a publicar o que escreve, tem que, pelo menos, estar em situação de cuidar que domina os três seguintes aspectos: a língua, ter alguma coisa para dizer e saber como o transmitir. Ora esse, sob todos os pontos de vista, não é o meu caso, dado que não escolho as palavras em razão das suas potencialidades linguísticas ou literárias, nem de particularidades sonoras, mas por significarem exactamente o que quero dizer dado que não pretendo ser pregador de nenhuma moral em especial, mas tão somente chamar a atenção para o valor dos valores; e como para mim a decência ética é o valor de suporte de todos os outros valores humanos, estou obrigado a ter a mesma decência ética de não embrulhar a
mensagem que, afinal, quero transmitir se não no papel que melhor se adeque ao estado de espírito dominante no momento de escrita. (...)

Foi um livro que me satisfez imenso, do qual saboreei cada palavra, emoção e
sentimento como se fossem quase minhas...

Há muito que não tinha a oportunidade de comungar tão profundamente das palavras escritas por outra pessoa.

Simplesmente maravilhoso.

Teresa Carvalho

Sem comentários:

Enviar um comentário