Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O agente da Catalunha de Cesário Borga


Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 292
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896573317

Gostei muito deste livro! Rapidamente o autor soube como me aproximar dos personagens e das suas causas políticas. Revisitei lugares e situações que estão no âmago de uma época que muitos já esqueceram ou fazem por esquecer e isso agradou-me bastante.

Uma leitura que prende constantemente a nossa atenção e que, reconhece-se perfeitamente, traduz vivências que Cesário Borga terá tido em primeira mão ou ouvido falar por aqueles que viveram situações idênticas.

O enredo não tem momentos mortos, a acção decorre maioritariamente no Portugal de Salazar com descrições perfeitas do que era a vida naquela época: os locais, os hábitos e as limitações impostas, mas também situa com muito rigor as acções que a um nível clandestino se praticavam cá. E foi com muito prazer que me inseri no meio do grupo de resistentes e me tornei sua amiga...

Gostei particularmente do final desta história. Não porque ele tivesse um happy end, mas porque o realismo dominou todo este livro e ele teria de terminar assim mesmo. Para que as coisas fizessem sentido, porque é da História que estamos a falar, embora esta obra se trate de um romance!

Recomendo!

Terminado em 18 de Dezembro de 2012

Estrelas: 5*+

Sinopse


Quando a Europa é surpreendida pelo começo da guerra civil de Espanha e, inconsciente, prefere manter-se à distância, não percebendo que faiscava ali o negrume nazi, a Catalunha vive momentos de entusiasmo e é apontada como um farol de esperança ao derrotar as tropas franquistas. 

Jorge, o português, torna-se Jordi, o miliciano, e encontra nas barricadas, mais do que uma razão de viver, uma razão de amar a liberdade na figura de Alba - a bela e indomável guerrilheira catalã, mulher livre como o vento e que nenhum homem ou lei parecem poder alguma vez vergar. Enviado de novo à sua Lisboa natal numa missão de destruição do fascismo e da aliança política entre Franco e Salazar, Jordi volta a ser Jorge e, entre explosivos, flores e um plano de atentado ao ditador português, descobre-se prisioneiro de Isaura, cuja aparente doçura mal esconde uma obstinação e uma vontade férrea em desbravar os horizontes que lhe foram vedados. 

Numa Lisboa onde política, guerrilha e espionagem traçam os rumos da Europa, Cesário Borga coloca o seu conhecimento da história portuguesa e espanhola do século XX ao serviço de um talento literário surpreendente, que envolve o leitor numa história trepidante e inesquecível, onde a liberdade é uma força romântica capaz de abrir todas as prisões.



Sem comentários:

Enviar um comentário