Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 27 de novembro de 2012

A convidada escolhe... No tempo das borboletas

Mais um para a minha lista... Parece-me muito interessante e é para ser lido e o tema tratado não esquecido! (Cris) 


Este ano o 25  de Novembro calhou num domingo, mas em Portugal e em todo o mundo decorreram diversas iniciativas para lembrar o Dia Internacional de Luta contra a Violência sobre as Mulheres.

Em 1999, quando li “No Tempo das Borboletas” de Julia Alvarez (Bertrand Editora) estava longe de saber que a história das irmãs Mirabal mortas a 25 de Novembro de 1960 estava na origem do dia que assinala aquilo que é a segunda causa de morte em todo o mundo.

Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal assim se chamavam as três jovens activistas dominicanas  na luta contra a ditadura de Trujillo. Os seus corpos foram encontrados junto ao seu jipe no fundo de uma escarpa de 45 metros de altura na costa norte da República Dominicana, em resultado de um atentado a mando da ditadura, mas oficialmente, a imprensa afecta ao regime noticiou o facto como um acidente.

As irmãs Mirabal eram conhecidas como Las Mariposas – as Borboletas – e mesmo apesar da falsidade que envolveu a sua morte, elas e a sua luta não foram esquecidas e em 1981, durante o I Encontro Feminista da América Latina e do Caribe, realizado em Bogotá, na Colômbia, o dia 25 de novembro foi designado como Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, em homenagem a elas. Em Março de 1999 a ONU reconheceu a data que passou a ser comemorada em todo o mundo como Dia Internacional pela Eliminação da Violência sobre a Mulher.

Almerinda Bento

Sem comentários:

Enviar um comentário