Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

domingo, 2 de setembro de 2012

Ao Domingo com... Adoa Coelho



"Nascida em Vila Nova de Gaia, comecei a escrever desde pequena, ainda na primária. Foi nesta idade que me apercebi do valor das palavras e de quanto eu precisava de me expressar. Estudei pintura em Belas-Artes no Porto, fruto dessa necessidade. Aos treze anos, voltando um pouco atrás na cronologia, expressei pela primeira vez a vontade de me conhecer. Todo o percurso da minha vida tem sido gerado à volta deste enigma - Quem sou eu? Uma das disciplinas favoritas no liceu era a filosofia, muito embora não fosse aluna de excelentes notas às restantes disciplinas (até porque acontecia esquecer-me das datas dos testes) gostava de todas as disciplinas excepto matemática.

Períodos conturbados levaram-me a não terminar a faculdade; a deixar de pintar e escrever – a apagar-me, portanto; a estudar conservação e restauro e depois a emigrar para Espanha onde recomecei a escrever.

As histórias que dantes me assaltavam recomeçaram a voltar como amantes reencontrados. Os blogues somavam-se e a ideia de escrever sobre bullying crescia. Porque a vida não é uma linha recta e gosta de se inventar, foi na Alemanha que uma destas histórias não me deixava dormir, simplesmente impondo-se. A partir daqui, toda uma montanha “portuguesa, espanhola e alemã” se montou. Sim, escrevo desta forma porque sou a soma das minhas experiências de vida. E também é assim que escrevo os meus livros e contos.

Sendo o fruto de tudo o que vivi e reflecti até agora, é nas histórias que escrevo que organizo os meus pensamentos e deixo florescer as soluções de todos os “problemas” que vivi. Nem foi por coincidência (não acredito nelas) que o “Ups! Engoli uma Estrela - Despertar”, o meu primeiro livro, também fala de Bullying, embora enquanto o escrevesse não soubesse por que caminhos me levaria. Tem sido um processo muito interessante porque revivo o passado aprendendo com ele. Não há uma única experiência nas nossas vidas que não esteja certa, é isto que tenho aprendido. Dou por mim a crescer em cada palavra escrita, a reconstruir-me em cada situação por que passam os personagens das minhas histórias. Parece que fiquei despedaçada com as dores do passado e só agora me refaço.

É isto que ofereço aos meus leitores – aprender com a vida e transformar a dor em sabedoria. E como poderia saber o que é a sabedoria? Como escrever sobre seres sábios? Esta foi uma das maiores questões que encontrei. Tive de a procurar dentro de mim. Esta é a maior descoberta que aconteceu e continua a acontecer. Embora alguns dos personagens acabem por personificar de uma forma bastante clara a Luz e a Sombra de que somos todos feitos, quase todos eles (e nós) estamos perdidos em imensas zonas cinzentas, como nevoeiro, que nos impede de ver quem realmente somos. Dragões e seres de Luz ajudam-me na aventura. Poderíamos estar melhor acompanhados?

Neste momento encontro-me a rever os primeiros capítulos do terceiro livro da série “Ups! Engoli uma Estrela”, que está previsto ter sete livros excepto se a vida tiver outros planos!"

Pág. Livro - https://www.facebook.com/upsengoliumaestrela
P. Autora - https://www.facebook.com/pages/Adoa-Coelho/141041274822?ref=hl
Blogue - http://oceanusgaia.blogspot.com/


Adoa Coelho

Sem comentários:

Enviar um comentário