Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A sombra do imbondeiro de Isabel Valadão


Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 256
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722524551

Não me foi difícil cheirar os aromas nem visualizar as cores desse país quente de clima e fértil de amizades que é África! Nasci lá e, embora mais nova que a autora, também tive a minha infância feliz e livre. E gostei de lá voltar através dos relatos da vida de Isabel Valadão. Se bem que não tivesse nem metade das aventuras que ela viveu... E foram tantas que ficamos com a impressão que se trata de ficção! Só mesmo num país com uma fauna e flora tão rico poderia ter vivenciado tantas maravilhas! 

O livro não está escrito na primeira pessoa, como supus no início pois sabia que transmitia as vivências da autora, mas achei a colocação da narrativa na terceira pessoa muito significativa. Como se a autora se quisesse distanciar dos acontecimentos que lhe sucederam para melhor os relatar. 

Certos vocábulos ou expressões deveriam ter, na própria folha, em baixo, o seu significado, embora eu não tivesse tido dificuldades em percebe-los já que não me são estranhos, creio que ajudaria aqueles que não estão tão à vontade com essas palavras "africanas".

Independente disso creio que esta leitura dirige-se tanto a quem esteve ou viveu no continente africano como todos aqueles que gostariam de lá ir porque as descrições pormenorizadas dos ambientes fazem-nos visitar esses lugares magníficos!

Para mim, a "viagem" valeu a pena! Recomendo!

Terminado em 18 de Agosto de 2012

Estrelas: 5*

Sinopse

«Tinha eu apenas seis anos de idade, no ano de 1951, quando teve início a estória que aqui vou relembrar. É uma estória banal de uma viagem que milhares e milhares de crianças empreenderam, em determinada altura das suas vidas. Eram crianças vulgares, portuguesas, inglesas, francesas, alemãs e belgas que fizeram um percurso idêntico, em Angola, Moçambique, Quénia, Congo, Zâmbia, Zimbabué e África do Sul, para ali levadas pelos progenitores atraídos pela magia do imenso continente africano, a terra das oportunidades, o novo El Dorado. Essa viagem fantástica até esse continente distante, simultaneamente misterioso e maravilhoso, marcou-as, indelevelmente, para o resto das suas vidas e moldou o seu carácter, para o bem ou para o mal, traçando o seu destino.»


Sem comentários:

Enviar um comentário