Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 3 de julho de 2012

A convidada escolhe... A filha do capitão

Gosto da escrita de José Rodrigues dos Santos. Tal como a Mafalda, como podem ver a seguir.(Cris)


"Ao falar deste livro há uma figura bem veridica que está ligada a ele - a minha Avó.

Cresci a ouvi-la falar vezes sem conta e sem nunca me cansar pedia as histórias do "avôzinho que Deus tem". Também ele era um alferes quando namoravam quase às escondidas, fez parte das tropas que constituíram o Corpo Expedicionário Português, não suportava os Ingleses para espanto meu, combateu na batalha de La Lys e foi feito prisioneiro dos Alemães até ao Armistício em Novembro de 1918. Foi libertado, condecorado, casaram e morreu muitos anos depois com a patente de capitão.

Em 2005 adquiri a 9ª edição de "A filha do capitão" que marcou a minha estreia com José Rodrigues dos Santos, o qual li com empolgamento e a cabeça a fervilhar de memórias.

Trata-se da atribulada história de amor de Afonso Brandão com Agnés, a bela francesa, com toda a envolvência histórica soberbamente pesquisada, que acaba por ser uma comovente reflexão de temas como a amizade, a vida e a morte, Deus e a condição humana.


Percebi até finalmente o porquê da animosidade contra os Ingleses. Daí para cá, li todos os títulos deste Autor e na qualidade de "neta do capitão" afirmo como diz a velha frase que não há amor como o primeiro!"


Ana Mafalda Salvado

3 comentários:

  1. Eu considero este romance como um dos melhorers romances da Literatura portuguesa, o único que me fez chorar, até agora.
    Já o li três vezes e decerto o irei ler mais vezes.

    ResponderEliminar
  2. Este livro está no meu top de livros preferidos. Embora os restantes dos autor não sejam tão apelativos, "A Filha do Capitão" é um livro intemporal e maravilhoso!

    ResponderEliminar