Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 1 de junho de 2012

O português inquieto de Kunai Basu


Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 432
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892318103

Quando a meio da leitura de um romance sinto necessidade de ir à net pesquisar quaisquer acontecimentos para verificar se eles foram na realidade reais, então estou no meu "mundo"! 

Ao ler a sinopse senti que se ia passar algo de muito semelhante ao que na realidade sucedeu. Eu explico:
às vezes fico indecisa se paro a leitura para investigar os acontecimentos ou a época em causa, ou se continuo até ao fim para saber mais da história... desta feita venceu a obra e só no final, depois de concluída a  história é que a minha curiosidade foi satisfeita e pude ir pesquisar aqui.

Muito bem ligada a ficção com os dados históricos, este romance leva-nos através da China de 1900, a costumes diferentes da civilização ocidental actual. Palavras como eunuco, imperatriz, sífilis, rebelião, ópio, boxers, aparecem com frequência e fazem-nos esquecer por momentos onde estamos e em que época vivemos. Também achei muito interessante rever todos os conceitos médicos e a medicina utilizada nessa época, quer a medicina ocidental e quer a oriental. 

Mais uma vez, o final fica um pouco em aberto, o que aprecio sinceramente.

Um romance de época que depois de lido merece ser investigado e apreciado devidamente! Recomendo!

Terminado em 29 de Maio de 2012

Estrelas: 5*

Sinopse:

Lisboa, 1898: António Maria, jovem médico e afamado playboy, descobre que o seu pai está a morrer de sífilis, a terrível praga que afeta todas as camadas da sociedade. Órfão de mãe desde criança, António não se conforma com a ideia de perder o pai tão cedo. Determinado a encontrar a cura, parte para Pequim, na esperança de que a medicina tradicional chinesa tenha a resposta que teima em escapar ao Ocidente. Sob a orientação do Dr. Xu, António inicia-se naquela prática ancestral. Contudo, esta não vai ser a sua única revelação a Oriente. Quando conhece a sedutora e independente Fumi, ele apaixona-se pela primeira vez. Mas à sua volta, a violência eclode. A Rebelião dos Boxers ameaça todos os estrangeiros a viver no país. António terá de decidir-se rapidamente entre a fuga e a permanência na China, a sua segurança pessoal e a possível cura para a doença. E há ainda Fumi, o amor a que ele não tenciona renunciar e que o leva a questionar tudo, alterando irreversivelmente o rumo da sua vida.

4 comentários:

  1. Tenho de ler! Ontem fui à Feira do Livro do Porto e bem o vi...

    ResponderEliminar
  2. Olá Cris,
    Comecei a lê-lo hoje, vou na página 50 e ja me pus a pesquisar o que é a sífilis/a história da sífilis... etc. Lembrei-me do África Minha, em que a protagonista também contrai sífilis mas cura-se.

    ResponderEliminar