Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 2 de maio de 2012

A cor da memória de Care Santos


Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 484
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896572587

Fiquei a saborear este livro depois de o terminar e a compor o quadro final com as peças do grande puzzle que são os seus diferentes capítulos. 

Achei-o de uma imensa imaginação e ao alternar vários períodos da história, capítulo a capítulo, mudando inclusive de narrador, a autora faz-nos apreciar e descobrir esta obra como se de um grande puzzle se tratasse. Ao princípio torna-se algo confuso, mas só até nos habituarmos à árvore genealógica desta família barcelonesa...

Depois o mergulho é total, com intrigas, amor, mistérios q.b. que nos prendem às suas quase 500 páginas. E mergulhamos tanto no século XX como no século XXI, através de cartas, relatos e artigos de jornais, com narradores que se vão alternando, descrições da história de uma família centrada na figura de um célebre pintor, nos seus ascendentes e descendentes. A sua neta busca no passado a compreensão para factos presentes mas às vezes o passado não se consegue desvendar tantos anos volvidos...

Apreciei o facto de certos acontecimentos ficarem esclarecidos para nós, leitores, mas ficarem para sempre ocultos para determinadas personagens, como por exemplo Violeta, a neta do pintor, já que não consegue descobrir totalmente o mistério que se esconde com a morte de sua avó.

Misturando ficção com alguns factos históricos verídicos, Care Santos consegue, com uma escrita simples e directa, manter o nosso interesse sempre alerta pois saltita entre as histórias de vida de quatro gerações. Gostei e recomendo! 


Terminado em 1 Maio de 2012

Estrelas: 5*

Sinopse


Na convulsa e fascinante Barcelona do modernismo, a matriarca de uma das sagas mais prestigiosas da cidade prepara a mudança para o seu novo lar, um lindíssimo palacete vizinho do então incipiente Paseo de Gracia. 
As paredes dessa casa serão o zeloso guardião de vidas repletas de ambição, segredos inconfessáveis e paixões ocultas. Essa é a herança que o tempo confiará a Violeta, última da estirpe: o passado, visto do presente é sempre um quebra-cabeças a que faltam peças... 
Care Santos traça um grandioso fresco histórico e social que nos convida a reflectir sobre a débil memória que legamos às gerações futuras. Apaixonante e viciante, A Cor da Memória é uma história de intriga, romance e tragédia com o pano de fundo de um mundo que desapareceu para nunca mais voltar.

Sem comentários:

Enviar um comentário