Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Demência de Célia Correia Loureiro


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 400
Editor: Alfarroba
ISBN: 9789898455253

Imaginam-se a mergulhar num oceano de águas cristalinas? Imaginam-se a nadar cada vez mais fundo  e descobrir uma riqueza de cores e variedade na sua fauna e flora?

Foi isso que senti ao embrenhar-me neste livro! Que surpresa tão agradável! Rico na sua escrita, perfeito na história, ou histórias, que nos relata. 

A história prende-nos, agarra-nos com a sua variedade e multiplicidade de conteúdos. Os personagens, a que Célia dá vida, constituem um pouco daquilo que nós somos, daquilo que nós presenciamos ao nosso redor. Temas variados e actuais vibram nesta leitura: a doença de Alzheimer, a violência doméstica, suas vítimas e reacções, a discriminação social e os juízos de valor feitos por gente pequena e tacanha...

As suas 400 páginas passam num ápice pelas nossas mãos e com uma escrita fluída e simples, cheia de pormenores, Célia Loureiro consegue enriquecer esta história, logo enriquecer-nos. Gostei muito. Surpreendeu-me esta obra de uma escritora menina/mulher (que nasceu em 1989)!

Terminado em 23 de Janeiro de 2012

Estrelas: 4*+

Sinopse

No seio de uma aldeia beirã, Olímpia Vieira começa a sofrer os sintomas de uma demência que ameaça levar-lhe a memória aos poucos. A única pessoa que lhe ocorre chamar para assisti-la é a sua nora viúva, Letícia. Mas Letícia, que se faz acompanhar das duas filhas, tem um passado de sobrevivência que a levou a cometer um crime do qual apenas a justiça a absolveu.
Perante a censura dos aldeões, outrora seus vizinhos e amigos, e a confusão mental da sogra, Letícia tenta refazer-se de tudo o que perdeu e dos erros que foi obrigada a cometer por amor às filhas. O passado é evocado quando Sebastião, amigo de infância de Olímpia, surge para ampará-la e Gabriel, protagonista da vida paralela que Letícia gostaria de ter vivido, dá um passo à frente e assume o seu papel de padrinho e protector daquelas três figuras solitárias…

6 comentários:

  1. Ainda não tinha lido muitas críticas sobre este livro, mas esta sem dúvida que me chamou a atenção!

    Bjs*

    ResponderEliminar
  2. Crasy, surpreendeu-me a maturidade da escrita desta autora (que terá 22 anos?)!

    ResponderEliminar
  3. Obrigada Cristina, embelezou-me o dia :)*

    ResponderEliminar
  4. http://www.goodreads.com/book/show/13123397-dem-ncia

    Gostaria de colocar a sua review aí, é a primeira que fazem dele e estou muito babada.

    ResponderEliminar
  5. Sim 22 anos, acabou-o ainda com 21 e com muitas outras obras também já acabadas apesar de que este foi o 1º a ser editado, é sem dúvida agora uma das minhas escritoras preferidas,simplesmente ADOREI!
    Espero ler muitos outros ...

    ResponderEliminar
  6. ESTOU A GOSTAR DO LIVRO E RECOMENDO - DESCONHECIDA

    ResponderEliminar